Mediadores da GCM da Zona Norte visitam MP de Santana

Objetivo foi o de conhecer programa de Mediação de Conflitos da Promotoria de Justiça Criminal

No dia 28 de fevereiro, o comandante operacional adjunto do Comando Norte da GCM/SP, inspetor Marcos dos Santos Queiroz juntamente com os guardas civis Maurício Mendonça Villar (IR-CV), Vitória de Souza (IR-JT), Pascoal Bezzaro (IR-PJ), Alessandra Cristina da Silva (IR-PJ), Nilton César Rodrigues Lima (IR-ST) e Fátima Vitória de Souza (IR-JT) visitaram a Promotoria de Justiça Criminal de Santana para conhecerem a estrutura de Mediação de Conflitos daquele órgão. Na ocasião foram muito bem recebidos pelo promotor de justiça dr. Airton Buzzo Alves e pela dra. Sandra Cristina – Coordenadora do Setor de Mediação de Conflitos daquela promotoria.

A visita permitiu aos guardas civis conhecerem uma estrutura sob outra ótica de abordagem, uma vez que o modelo de mediação adotado pela Promotoria é inspirado no modelo canadense. Os atendimentos ali realizados se aplicam aos conflitos de relação continuada, originários de crimes de menor potencial ofensivo, colhidos a partir de Termos Circunstanciados e Inquéritos Policiais, portanto, um diferencial sobre os atendimentos que hoje são de competência da Guarda Civil Metropolitana.

O modelo da Promotoria, segundo Airton Buzzo, visa “atacar o conflito que foi formalizado juridicamente.”

Para a guarda civil Alessandra “a visita foi muito importante, pois, possibilitou conhecer a prática da Promotoria aumentando a nossa rede de contatos com o segmento de mediação.”

De acordo com o comandante operacional adjunto Queiroz: “a mediação de conflitos na Guarda Civil Metropolitana é incipiente e requer capacitação constante dos GCM´s mediadores, uma vez que, à medida que o serviço tem sido divulgado, a demanda tem aumentando. Queiroz disse ainda que “visitas como essa solidificam a articulação dos órgãos públicos, melhorando a qualidade dos serviços ofertados à população.”

Para o GCM Maurício Mendonça Villar o que mais lhe chamou a atenção foi o fato de que cada atendimento daquela Promotoria é presidido por no mínimo dois mediadores, e isso aumenta a garantia de imparcialidade, impedindo o envolvimento emocional do mediador no processo.

Outros aspectos abordados na visita foram a capacitação dos mediadores, o cuidado emocional e psicológico com o mediador em face das demandas atendidas, além da possibilidade de parceria na formação dos mediadores entre a Secretaria Municipal de Segurança Urbana e a Promotoria.

As Casas de Mediação da Guarda Civil Metropolitana funcionam 24 horas e podem ser acionadas pela Central 24 horas da GCM/SP no telefone 153, para atendimentos de questões como: perturbação do sossego, conflitos não caracterizados como crimes, acidentes de trânsito sem vítima entre outros. Na Zona Norte da nossa cidade, o serviço pode ser utilizado nos seguintes endereços:

Inspetoria Regional de Santana – Endereço: Praça Monumento Heróis da FEB s/nº – Santana – Telefone: 2221-4962.

Inspetoria Regional de Vila Maria Guilherme – Endereço: Travessa Siemens, nº 9 – Carandiru – Telefone: 2221-4353.

Inspetoria Regional de Jaçanã Tremembé – Endereço: Rua Adauto Bezerra Delgado, nº 210 – Jardim Joamar – Telefone: 2262-8265.

Inspetoria Regional da Casa Verde – Endereço: Rua Xiró, nº 266 – Casa Verde – Telefone: 3856-8605.

Inspetoria Regional de Perus – Endereço: Rua Ilídio de Figueiredo, nº 492 – Perus – Telefone: 3919-2585.

Inspetoria Regional de Pirituba Jaraguá – Endereço: Avenida Raimundo Pereira de Magalhães, nº 5.093 – Pirituba -Telefone: 3974-2791.

Inspetoria Regional da Freguesia do Ó – Endereço: Rua João Luiz Calheiros, nº 40 – Vila Brasilândia – Telefone: 3859-4381.

A sede de Promotoria Criminal de Santana fica na Rua Ana Benvinda de Andrade, n.º 150 – Alto de Santana – Telefone 2281-1800.