É chegado o tempo

O planeta, num processo natural de evolução, passa por profundas transformações.

Esta geração, seja no aspecto material como, sobretudo, no espiritual, é partícipe e, por isso, testemunha de uma grande transição no orbe.

O mundo, material e espiritualmente dizendo, está deixando sua condição de provas e expirações, onde a matéria prevalece sobre o espírito e há propensão para o mal, para entrar numa fase de regeneração, quando a humanidade desejará e vivenciará o bem.

A época das provas e expiações entra em declínio e, em contrapartida, uma nova mentalidade e postura dos homens deve se estabelecer.

A espiritualidade diz: É chegado o tempo!

Para tanto, ajustes são necessários e estão sendo realizados, de modo que, o processo contínuo de reajustamento, que está em andamento, seja completado.

Vivenciamos uma grande transição e precisamos ter consciência que esse processo nem sempre será tranquilo.

João Evangelista, em suas revelações proféticas traduzidas no Livro do Apocalipse, já nos alertou sobre o nosso proceder quando o tempo for chegado. Disse-nos que haverá muito ranger de dentes, a significar que teremos de conviver com a dor e com o sofrimento individual e coletivo. Mas, também disse que não devemos nos abater porque Deus estará realizando seus propósitos de reparação e elevação.

É tempo de renovação, de transformação, da correção dos erros pretéritos, do preparo do nosso espírito para um mundo melhor, quando prevalecerá o sentimento de fraternidade.

Por isso, devemos aceitar os desígnios de Deus, tendo claro que para nós, seres em formação, não há aflição imerecida.

Na aplicação da lei de causas e efeitos é que se estabelecem os critérios naturais de reparação. O que, materialmente falando é motivo de muita dor, na verdade é um passo enorme no aprendizado, na elevação e na reparação.

Assim, ante o sofrimento é de se ter aceitação, coragem, resignação, humildade e fé raciocinada, para que sejamos agentes ativos no processo de construção de um mundo, material e espiritualmente, melhor.

Gov. do Distrito 4430 de Rotary International, ano rotário 2006/2007