Plantas medicinais que combatem a dor de cabeça

As dores de cabeças são horríveis.

As causas mais comuns das dores de cabeça são excessos alimentares, bebidas estimulantes, bebidas alcoólicas, cansaço, problemas visuais, estresse, resfriado, rinites, sinusites, enxaqueca, alergias alimentares, etc. Portanto, as dores de cabeça se devem a causas simples, mas se forem muito intensas e frequentes, deve-se procurar orientação médica. Para prevenir, deve-se evitar os excessos de bebidas alcoólicas, alimentos desencadeadores (chocolate, café, chás estimulantes), preocupação, trabalho intelectual excessivo, telas de computador, etc. Aqui vão algumas indicações para casos simples, como medidas sintomáticas.

Batata (Solanum tuberosum L.): da família das Solanacea. Sua origem é da América do Sul. Recebe outros nomes populares como batata-do-reino,batata-inglesa. Suas propriedades medicinais são analgésica, anti-inflamatória, calmante, cicatrizante, emoliente, nutritiva, remineralizante. As partes utilizadas da batata são tubérculos, fécula. Os tubérculos, muito nutritivos, são indicados até para quem estiver fazendo regime, pois não engordam, se não forem ingeridas com gordura. A batata fortalece o sangue, porque possui grande quantidade de vitaminas A e B1. Outra característica medicinal desse tubérculo é sua ação antiácida; é indicado cru, cozido ou grelhado, para quem sofre de úlcera ou gastrite.

Receita à base de batata: -Aplicar rodelas de batata crua na fronte. Manter a compressa durante 1 hora ou até que a dor desapareça.

Limão (Citrus limonum). Esta arvoreta originária da Ásia possui diversas variedades que hoje são cultivadas em todo o mundo.

Todas as variedades de limão possuem as mesmas propriedades medicinais. Além da vitamina C, contém ácido cítrico, pectina (na parte branca da casca), cálcio, fósforo, ferro, magnésio, manganês, potássio e sódio. Assim, ter um limoeiro no quintal é contar com uma verdadeira farmácia doméstica. Afinal, o fruto de Citrus limonum depura o sangue, aumenta as defesas do organismo (por causa da vitamina C que contém), é levemente anti-inflamatório, combate infecções e arteriosclerose, além de estimular os rins e acalmar as crises de febre e dor de cabeça e de apressar a cicatrização de ferimentos.

Como as outras frutas cítricas, contém bioflavinoides, que bloqueiam os receptores de hormônios estimulantes do câncer. Contém ainda taninos anticancerígenos, que possuem atividade antioxidante e inibem enzimas dos tumores e formação de nitrosamina, uma substância cancerígena. O limoeiro trata-se de uma planta arbustiva pertencente á família Rutaceae, que poderá atingir 6 m de altura. Apresenta folhas verdes, brilhantes, ovais, dentadas e bem inervadas. Suas flores são róseas na parte externa e brancas internamente. Os frutos são globosos, com casca de coloração amarela. Suas sementes são esbranquiçadas e lisas.

Laranja (Citrus aurantium variedade dulcis)- os frutos, folhas e flores da laranjeira são medicinais. Contém bioflavinoides, que bloqueiam os receptores de hormônios estimulantes do câncer.

Também contém monoterpenos, que previnem o câncer (são antioxidantes, inibem a produção do colesterol em tumores e estimulam a produção de enzimas anticancerígenas). Contém ácidos fenólicos (taninos) anticancerígenos que possuem atividade antioxidante e inibem as enzimas dos tumores e a formação de nitrosamina, uma substância cancerígena. O suco dos frutos da laranja é diurético e fortalece o sistema imunológico, pois contém vitamina C. As cascas dos frutos são estimulantes. As folhas atuam no aparelho digestivo, combatendo dispepsia, flatulência e espasmos. As flores são calmantes, levemente hipnóticas e sedativas.

Girassol (Helianthus annuus)- As sementes do girassol podem ser consumidas também levemente torradas. O óleo dessas sementes possui grande quantidade de ácido linoleico, que ajuda a baixar a pressão arterial e a afinar o sangue, além de estimular o músculo cardíaco. Também tem ação diurética, facilitando a eliminação do sódio pelo organismo. Originário da América do Norte, o girassol produz belas flores, mas sua importância comercial reside nas sementes ricas em ácidos graxos poli-insaturados, que só são produzidos pelos vegetais e combatem o colesterol nos vasos sanguíneos, ao contrário das gorduras das carnes, que são saturadas e favorecem a formação de colesterol, o que indica o uso do óleo de girassol na cozinha. A planta floresce depois de produzir vinte folhas, seguindo o relógio biológico de muitas parentes da família das compostas.

Receita à base de limão, laranja e girassol:
Juntar 1 colher (sopa) de sementes de limão, outra de sementes de laranja e mais uma de sementes de girassol. Moer e utilizar 1 colher (café) do pó em chás.

Importante: não fazer uso destas plantas medicinais sem antes consultar o médico.

Ótima saúde para todos e sigam, se necessário, as recomendações dos meus artigos!

Bióloga e especialista em plantas medicinais – Email:
katiafitoterapia@uol.com.br