Plantas medicinais que combatem a hepatite

Os sintomas em geral são: forte cor amarela da pele ou icterícia, diarreia, náusea, cólicas abdominais, urina escura, debilidade geral, falta de apetite, prostração. Via de regra, o fígado aumenta muito de tamanho. A hepatite pode degenerar-se em cirrose. Basicamente, a hepatite é uma inflamação do fígado, que pode ocorrer por causas infecciosas ou por ação de substâncias tóxicas sobre o órgão. A hepatite infecciosa resulta de ação de vírus, e as tóxicas resultam de agressões, como por exemplo alcoolismo, substâncias químicas, medicamentos, etc.

Deficiências alimentares e problemas sanguíneos também podem desencadear a hepatite. Optar por verduras e legumes crus e frutas frescas da época. Beber água em abundância. A pessoa deve evitar esforços físicos, carnes vermelhas, açúcar refinado, laticínios (exceto o iogurte natural), bebidas alcoólicas, alimentos gordurosos e fermentados.

É sempre uma doença que exige acompanhamento médico, porém não existe tratamento definido. As prescrições a seguir podem ser aplicadas em associação a outros tratamentos e visam melhorar a função do organismo e do fígado.

-Aipo (Apium graveolens L.)- Pertence à família Apiacea (Umbelliferae). Recebe outros nomes populares como : aipo-rábano, salsão. Trata-se de uma planta herbácea, de ciclo bianual. Ocasionalmente anual, que atinge de 60 a 90 centímetros de altura. A raiz é fibrosa e forte. As folhas são bipinadas, com longo pecíolo suculento, e nascem formando uma coroa rente ao solo. As flores têm coloração esbranquiçada, são pequenas e agrupadas em inflorescências terminais do tipo umbela. O fruto é seco, pequeno e arredondado e contém em seu interior uma semente de cor escura, endospérmica e com formato arredondado.

O aroma e o sabor são persistentes, picantes e ligeiramente doces. Análises realizadas em laboratório, utilizando-se animais, têm mostrado que as sementes são especialmente úteis na proteção do fígado contra agentes químicos tóxicos.

Popularmente o aipo é ainda usado como diurético e depurativo do sangue, ajudando a reduzir os índices de ácido úrico do sangue, tratar de edemas, gota e reumatismo. É útil também para eliminar gases intestinais e tratar desordens do trato urinário. Bebido na forma de suco, juntamente com a maçã, ajuda a limpar o corpo das toxinas, em virtude do seu poder antioxidante. Tem muitas outras propriedades ainda.

– Beterraba- A Beta vulgaris variedade hortensis é uma hortaliça de regiões frias usada para produzir açúcar no Hemisfério Norte, onde não é possível plantar cana. É empregada para combater anemia por causa do seu alto teor de vitaminas, ferro e cobre.

Também tem ação anticancerígena, por causa de substâncias como a betaína. Pode ser consumida por diabéticos, pois tem cerca de 50 cal em cada 100 g, com teor de glicídios (açúcares) em torno de 9%. Sua raiz tuberosa é muito rica em potássio, silício, sódio, cloro, zinco e manganês. O tubérculo velho é indigesto para algumas pessoas, provocando flatulência. As folhas também são ricas em vitaminas, mas não devem ser consumidas por quem tem cálculos renais.

– Rabanete (Raphanus sativus)- é uma planta herbácea, anual ou bienal da família das Crucíferas. De origem incerta (talvez seja dos países mediterrâneos), possui uma raiz carnuda, espessa, alongada-globosa e pode atingir os 50 cm. É escura por fora, branca por dentro e possui um sabor apimentado. Esta raiz é comestível e rica em vitamina C e protovitaminas do grupo B. O caule pode medir até cerca de 60 cm e as folhas são grandes e ásperas. As flores se apresentam em cachos e, mais tarde, dão origem a um fruto grosso.

– Suco medicinal: Bater no liquidificador 2 xícaras de aipo (salsão) picado, 1 beterraba média e 32 rabanetes pequenos com 3 copos (200 ml cada) de suco espremido de lima-da-pérsia. Coar e tomar 1 copo (200 ml) pela manhã, em jejum.

Importante: Não fazer uso destas plantas medicinais sem antes consultar o médico.

Feliz Natal e um Próspero Ano Novo para todos!

Bióloga e especialista em plantas medicinais – Email:
katiafitoterapia@uol.com.br