Nasceu Jesus

O Espírito de Natal mais uma vez envolve a humanidade.
Pouco importando qual seja a raça, a crença ou a condição socioeconômica das pessoas, todos se deixam envolver por um sentimento mais altruísta, de irmandade.

É fato, um sentimento de amor e caridade a todos envolve.

Parece que, nessa ocasião, a humanidade entende e pratica os ensinamentos e exemplos deixados por Jesus porque compreenderam sua missão, criando um ambiente material e espiritual que espelha e espalha a centelha divina do amor.

Ora, o Verbo de fez carne e habitou entre nós há mais de vinte séculos, refletindo a Verdade e trazendo-nos a redenção, mas sua mensagem é para toda eternidade.

Então é de se refletir sobre o porque dos homens reservarem apenas uma data para a celebração do amor, se as recordações vindas do Menino Jesus traz-nos tanta luz?

Isso porque é evidente que o Espírito de Natal vivenciado pela humanidade é a clara e precisa demonstração de que, quando há disposição interior, o homem é capaz de deixar fluir e resplandecer a chama do amor fraternal.

Assim, aproveitando mais este momento de celebração, que os corações dos homens deixem de ser uma simples hospedaria, a qual recebe Jesus apenas por alguns momentos, e se tornem os lares definitivos de Jesus, trazendo ao planeta a renovação da vida.

Que Jesus possa realmente nascer no coração de cada ser humano, tal qual nasceu para aqueles que já entenderam que Ele é o caminho, a verdade e a vida e que somente por Ele chegaremos ao Pai, para que os anjos, em uma só voz, possam dizer: Nasceu Jesus!!! Glória a Deus nas alturas, paz na Terra.

Gov. do Distrito 4430 de Rotary International, ano rotário 2006/2007